O que é Gestão com Inovação?

É uma proposta de Desenvolvimento Profissional com ferramentas baseadas na inovação, criatividade e empreendedorismo alinhados ao seu propósito pessoal para o alcance de resultados.

Gestão com Inovação ajuda você encontrar o seu caminho profissional sem abrir mão da sua felicidade pessoal.

O público que destacamos são jovens em busca de seus sonhos, profissionais que querem recalcular a rota, pessoas que querem e fazer sua caminhada  profissional mais prazerosa ou que buscam retomar a atividade, líderes que se preocupam em fazer diferença para o time, enfim, todos que querem ter sucesso, mas também querem ser felizes e saborear a vida.

Porque é possível gerenciar sua vida profissional com mais inovação, amor e prazer.

 

SOBRE

Filha de um brasileiro com uma chilena. Nascida, criada e vivida no interior de Minas Gerais sempre fui fascinada com pão de queijo e culturas diferentes. Isto porque eu acredito que quando temos contato com outras culturas aprendemos outras maneiras de fazer e pensar.

Com 16 anos tive a primeira oportunidade de vivenciar outra cultura: estive 30 dias no Chile. Foi lá que meus olhos se abriram para o novo de verdade. Com um olhar além turista, consegui conhecer e viver essa outra realidade. E adorei!

Imag003
Foto da Cordilheira dos Andes tirada do avião. A foto tá ruim porque na época não existia câmera digital…aí já viu né!rs

Depois disso nunca mais consegui ficar quieta (muitos dizem que antes mesmo eu já não conseguia). Foi aí que comecei a me inscrever em trabalhos temporários para poder viajar e conhecer mais de outros lugares e pessoas. Nestes trabalhos já fui artesã, muitas vezes vendedora e sacoleira.

Pensamentos, hábitos e costumes diferentes me encantaram de forma a me encaminharem para o curso de Psicologia. Mas, apesar de estar certa da minha graduação uma pequena coisa me incomodava: eu queria trabalhar com criatividade, e não sabia se a Psicologia me permitiria.

Neste momento, parte das barreiras geográficas já tinham sido rompidas. Iniciei minha graduação na minha cidade de origem e depois transferi para outra cidade, onde eu acreditei que ia me oferecer mais, e estava certa. Em conjunto fiz vários outros estágios por outras cidades próximas e de vários segmentos.

Eu queria experiência, queria viver o que estava aprendia.

560853_4507236326493_656502334_n
Encontro Mineiro de Avaliação Psicológica e Congresso Latino Americano de Avaliação Psicológica – parte do time de monitores

Confesso que quando iniciei minha graduação a área organizacional não era uma opção, eu acreditava que era muito monótona (eu não sabia de nada, inocente). Porém, em um desses estágios vi que estava errada, e me apaixonei pela área organizacional. Trabalhei no setor de Recursos Humanos de multinacional à médias empresas, e foram experiências muito enriquecedoras.

Sou muito grata por essas experiências, conheci tanta gente bacana e que me acrescentou de uma forma mágica. Claro, também conheci um monte de pau-de-espinho, mas estes a gente releva. O mais importante foi o aprendizado e a percepção de empresa como um todo, com todos os setores envolvidos.

Só que, como sempre fui do tipo que veste a camisa da empresa e da ação, eu me deparei com um problema: querer ajudar e não conseguir.

Eu via soluções, inovações e tinha muitas ideias, mas estas muitas vezes não cabiam no contexto por vários motivos: falta de tempo, excesso de burocracia, mudanças de objetivos e o foco sempre nos problemas me faziam estar de mãos atadas para ajudar não só a empresa, mas as pessoas envolvidas, e isto me incomodava.

10311895_10203320777636692_803323782_nEu não sabia o que fazer e me senti perdida. Eu acreditava que talvez dentro outras empresas como trainee ou algo do tipo, eu conseguiria movimentar mais minha vontade de ajudar os outros à se desenvolverem.

Assim, decidi aprender inglês para as provas e fui viver um tempo na Irlanda. Sabia que o inglês ia ser bem vindo em qualquer momento da minha vida e que seria um conhecimento muito útil, e realmente ele é.

Era um sonho aprender inglês, mas acabei por aprender muito mais.

Você lembra que eu adoro culturas diferentes? Então, foi nesse momento que eu pude conhecer ainda mais de várias culturas, fiz amizade com pessoas de diferentes partes do mundo e aprendi como elas vivem, trabalham e como são seus hábitos.

Alguns desses hábitos incorporei na minha vida, e o conhecimento no meu modo de trabalhar. Voltei com uma vontade louca de unir minha experiência profissional dentro de organizações às minhas vivencias pessoais.

E, depois de muito pensar em como eu faria isso, deixei em suspenso a possibilidade de trabalhar dentro de outra empresa, e criei o Gestão com Inovação.

psychology-157Com o objetivo de trazer soluções inovadoras, criativas (sim, consegui colocar a criatividade dentro da Psicologia!), e com o propósito de descobrir diferentes caminhos para o pessoas e sonhos diferentes.

O GI começou com a proposta de um suporte de desenvolvimento para empresas, mas logo percebi que que poderia ir muito além. Ele poderia desenvolver pessoas.

Desenvolvimento Profissional sem comprometer a felicidade pessoal.

Sim, felicidade pessoal porque cada indivíduo tem seus talentos, limitações e sua felicidade. E meu objetivo é conhecer cada um e potencializar as oportunidades e perspectivas. Ou seja, é mais que um desenvolvimento técnico, é autoconhecimento e desenvolvimento emocional para atingir o sucesso.

Acredito que quando se faz algo com o coração e com o propósito maior de ajudimg_5114ar pessoas, não tem como dar errado. Para coisas boas, só há retorno bons.

Por isso aliei meu conhecimento em Gestão de Pessoas, Processos de Recursos Humanos, Psicóloga Clínica, Formação em Coaching Psychology e estudos em diferentes áreas para auxiliar pessoas em suas trajetórias profissional.

E foi assim que me tornei Tássia Garcia de Araújo, Psicóloga e Coach em Desenvolvimento Profissional e empreendedora inovadora. Eu.