images (12)

A graduação te ensina tudo que precisa?

Até agora você se dedicou aos estudos, fez cursos que encheram seu currículo e participou de tudo quanto é grupo, mas, quando conseguiu sua primeira oportunidade de trabalho percebeu que aquilo não seria o bastante.

E agora?

É a hora de continuar emendando um curso atrás do outro? Pós-graduação, Mestrado, Doutorado, Especialização… Ou deixar o forninho cair porque não vê outra alternativa?

Calma. Respira. E saiba que há sim outras alternativas.

É uma verdade que por muito tempo em nossa vida nos dedicamos a acumular desenvolvimento técnico. E eu digo acumular, porque você sabe que algumas coisas que você aprendeu, cursos que fez e grupos que participou não te ensinaram nada que você veja praticidade atualmente.

Um dia você pode até usar estes conhecimentos, mas não da forma que sua expectativa propôs.

Tem também aqueles conhecimentos que você adquiriu que não são diferenciais, porque assim como você todos foram atrás como cardumes e fizeram. Assim, o que era para ser um diferencial acabou sendo nivelador.

download (8)

E você se depara com situações todos os dias que, apesar de toda essa bagagem, não se sente preparado. São reuniões com diretores, visita a um cliente, colocar preço em seus serviços e produtos, ou até mesmo planejamento de suas atividades.

Daí eu te pergunto: você já pensou em outros tipos de desenvolvimento?

Tudo conspira tanto ao desenvolvimento técnico, e esquecemos que podemos nos desenvolver de forma comportamental e emocional também.

Desenvolvimento técnico são todos esses cursos, estudo e embasamentos científicos que falamos aqui. Desenvolvimento comportamental é transpor todo esse conhecimento em hábitos que te auxiliam no aumento de seu desempenho. É o colocar na prática tudo que foi ensinado, mas não de um modo estático, mas com uma flexibilização para o que funciona para você e sua realidade.

Desenvolvimento emocional é ter controle sobre suas emoções para fazer tudo ir ao seu favor. Você se sentir confiante em uma apresentação, saber negociar sem deixar as emoções interferirem e até conhecer suas motivações fazem deste modelo de desenvolvimento.

PARA ARTIGO

A grande questão é que a maioria destas habilidades e diferentes níveis de desenvolvimento não são aprendidos na graduação. Aliás, não são nem diretamente mencionados, e é o que pode ser um diferencial entre avançar em sua carreira e permanecer estático.

Mas como você vai saber o que precisa desenvolver?

AUTOCONHECIMENTO!

O conhecimento de seus pontos fortes e pontos a desenvolver faz parte de um autoconhecimento, e, este é um processo que pode ser encontrado através de várias ferramentas como a psicoterapia individual ou em grupo e treinamentos de autoconhecimento (inclusive tem uns que duram um final de semana que dão um salto neste quesito).

download (9)

Não é minha intenção dizer que todo mundo precisa sair correndo agora e procurar o psicólogo mais próximo ou um treinamento, e começar rápido um processo de autoconhecimento na esquina mais próxima. Até porque não é assim que funciona, e, dizer que todos precisam fazer terapia é generalista e irreal.

A verdade é que estas são ferramentas realmente eficazes e trazem resultados palpáveis. Mas, eu vou te mostrar 3 maneiras de como se aproximar deste autoconhecimento:

  • Pergunte aos seus amigos

Parece bobo, muitos não levarão a serio e acharão que você enlouqueceu, mas, uma boa maneira é perguntar para os amigos dispostos a falar a verdade e que te conhecem, o que eles acham que são seus pontos fortes e pontos que você deveria desenvolver.

Esteja aberto para ouvir tudo o que eles têm a falar, não os intimide e receba tais informações como algo positivo.

images (7)

  • Pergunte aos colegas de trabalho

Esta talvez seja mais difícil, mas que tal se aproximar do seu chefe e perguntar o que ele acredita que você deve desenvolver!?!

Algo tipo “Olá fulano, eu gostaria muito de fazer carreira dentro da empresa e estou me sentindo um pouco estagnado, então gostaria de saber se você, como meu superior, teria alguma sugestão de desenvolvimento que eu possa trabalhar?”.

Acredito que não vai doer, e pode ser surpreendente!

images (10)

  • Perceba o que está acontecendo a sua volta

Esta é a que vai exigir um esforço maior, porque terá que ser constante. É você perceber o que está acontecendo e os sinais. As vezes o ambiente que você se encontra, e as coisas que estão acontecendo tem um motivo e há algo para ser percebido. Por exemplo: se você tem uma reunião e por alguma razão o seu superior pediu para um colega te ajudar com os slides, é porque talvez ele acredite que você não tem habilidades suficientes, e que, este colega pode te ajudar com isso. Neste caso você não tem somente o ponto a desenvolver, mas o caminho e quem poderá te ajudar neste desenvolvimento.

Mas cuidado para não entrar numa paranoia que TUDO tem relação com TUDO! Tenha bom senso e, novamente, trate com positividade.

download (10)

 

Estas são dicas para você começar a perceber que o desenvolvimento vai muito além do técnico. E, que talvez melhor investir em autoconhecimento, que em cursos acumulativos.

Ou seja, estas são três dicas iniciais, até porque, nós sabemos que com o mercado escasso como está não podemos deixar para amanhã.

Estar atendo a sua performance, seu potencial e seu desenvolvimento será um passo a frente para alcançar maiores níveis profissionais, independente do que você queira fazer na sua vida.

Afinal, só conhecimento técnico ficou pouco.

Quer caminhar mais rumo à seu desenvolvimento? Então leia o artigo “A pergunta que não quer calar“.

Gostou? Compartilhe, comente e se jogue para gente poder conversar!

Compartilhar:

Deixe uma resposta