pen-marker-hand-the-hand-to-write-business

Não Coloque seu 2016 nas Expectativas dos Outros

A reflexão de final de ano é quase inevitável. Se você não faz, sempre tem algum familiar ou amigo que faz por você. Mas, mais que uma reflexão é importante que este seja um momento de autoconhecimento também.

Autoconhecimento de suas forças e fraquezas para que 2016 seja mais produtivo, de desenvolvimento e satisfatório para você.

Você se reconhecer frente a tudo que aconteceu em 2015, é permitir que aconteça mudanças para 2016 e não somente colocar nas mãos dos outros e deixar acontecer.

O problema é que muitas pessoas se entregam ao sentimento de final de ano, inclusive muitas vezes de tristeza (apesar do grande número de festas). Isto se torna improdutivo por duas maneiras:

  • A primeira porque você se permite sentir, mas muitas vezes não enxerga o aprendizado por trás disso. Tenho a ideia que ninguém deve ser feliz o tempo todo (e em outros momento explicarei isso com mais detalhes), mas todo sentimento deve trazer um aprendizado. Simplesmente se jogar no lago das emoções, mas não reelaborar isso é improdutivo e não promoverá mudanças.
  • Segundo, porque muitas das vezes esses sentimentos são irreais porque você se atém ao que não conseguiu mas não percebe as outras conquistas (pequenas ou não) que você teve durante o ano. Então pare de alimentar isto e perceba (e agradeça) pelas simples coisas.

algumas-pessoas-se-sentem-mais-deprimidas-no-final-do-ano

E agora que você parou de multiplicar sentimentos negativos frente a 2015 (eu espero), é hora de enxergar mudanças. E, me desculpem os procrastinadores, mas depende somente de você!

Colocar a felicidade, desenvolvimento, mudanças, conquistas e fracassos nas mãos de outros, seja quem for estes outros, é ótimo para se livrar do sentimento de culpa mas é péssimo para você.

Até mesmo aqui no Gestão com Inovação ou no meu trabalho como psicóloga, eu promovo informações e novos olhares, mas a mudança depende de cada um e eu não posso fazer isso por ninguém (como ninguém também pode fazer por mim).

E dentro destes tópicos em que as pessoas tem por hábito colocar nas mãos dos outros, está também a SATISFAÇÃO PROFISSIONAL.

download

Outro dia eu conversando com um colega e ele estava me contando como ele acredita que seu 2015 foi ruim profissionalmente. E foi ruim porque não aconteceu absolutamente nada que ele previa. Ele não ganhou o aumento ou mudou de cargo como almejava, tinha vários sonhos inclusive dentro e fora da sua profissão formal e desistiu de todos eles e, apesar de não ter sido desligado da empresa como muitos (o que infelizmente esse ano de 2015 é de agradecer) ele não via mais perspectiva no seu trabalho.

Era como se fosse os primeiros dias do resto de sua vida.

Então, eu perguntei pra ele o que ele estava fazendo de fato por ele?! E ele me respondeu que fez alguns cursos que gostou muito, mas que ao mais estava esperando uma posição da empresa sobre ele.

Esperar não é fazer, e, é muito diferente de ser paciente.

Como_Parar_de_Procrastinar_e_Fazer_Suas_Tarefas

Você deve ser paciente quando tem perspectiva profissional quando você enxerga ela, mas esperar por esperar é pura procrastinação. É você colocar sua vida, seu futuro e suas emoções frente sua profissão na mão de outra pessoa. E, se você não se coloca a frente da sua vida, porque a empresa ou o seu gestor colocaria?

Quando você coloca seu futuro na mão do outro, é você mostrando que este não é tão importante assim para você tomar o comando. E, se você se desmerece (direta ou indiretamente) o outro também vai fazer isso por você.

Até porque, eu e você sabemos que você poderia ter feito muito mais pela sua carreira, afinal quantas vezes você “enrolou” nas suas atividades?

Quanto tempo você gastou no Facebook de forma inútil? Que você poderia estar estudando, fazendo um curso (existem inclusive vários cursos online gratuitos para isso), ou ainda poderia estar se dedicando à um projeto paralelo?

Quantas vezes você deixou de fazer o que queria por medo? Medo de não conseguir, medo do que as pessoas iam achar ou até medo de conseguir?!

Será então que tudo que aconteceu em 2015 dependeu realmente dos outros?

images

Colocar a culpa no outro, na economia, na política ou no vizinho (por que não?!) é a forma mais fácil de você se frustar. É a forma mais fácil de no final de 2016 você estar com os mesmos sentimentos de hoje, e passar outro ano sem nada acontecer.

Então pare de colocar seu futuro na mão dos outros, na expectativa dos outros, no desejo dos outros e comece a fazer algo por você.

E ano novo é uma ótima oportunidade para começar a trilhar seu próprio caminho.

O meu convite para você, é para que no próximo ano você planeje, você se desenvolva, você mude (e não só fique esperando a mudança), pare de colocar o futuro na mãos dos outros e arregace as mangas e faça por você.

Apenas-de-o-primeiro-passo

Eu vou estar aqui te ajudando, mas eu espero que você esteja aí movimentando. E que 2016 seja mais você que os outros.

O que VOCÊ quer fazer por VOCÊ em 2016?

Vamos começar?!

“O que daqui um ano você desejaria ter começado hoje?”  J.P. Sartre

Compartilhar:

2 comments

  1. Daqueles textos que eu não só gostaria de ter escrito, mas vou levar pra vida. Muito bom!

Deixe uma resposta